Estudo das interações medicamentosas em um consultório psiquiátrico de Mogi Guaçu

Danyelle Cristine MARINI, Monique Élida TURATTI

Resumo


A interação medicamentosa significa a modificação que um
fármaco sofre em sua ação pela presença simultânea de outro ou
outros fármacos no organismo, podendo interagir entre si com
alimentos, com compostos químicos presentes no ambiente,
podendo ser interação farmacocinética, interação farmacodinâmica
e interação físico-química. O presente estudo teve como
objetivo avaliar as interações medicamentosas entre fármacos
atuantes no Sistema Nervoso Central e estudar o perfil da população
que utiliza esses fármacos. Os dados foram coletados
na cidade de Mogi Guaçu, SP, em um consultório médico
psiquiátrico. Os resultados obtidos apontaram que a maioria
dos pacientes estudados são mulheres (68%); os pacientes em
sua maioria com idade entre 40 e 49 anos (37,5%). Além disto,
30% dos pacientes possuíam curso superior completo. Em relação
ao motivo, 30% faziam tratamento devido a transtornos
mistos: ansioso e depressivo. Quanto às prescrições, 38% eram 

constituídas por fármacos antidepressivos, 35% por fármacos
benzodiazepínicos e 15% por fármacos antipsicóticos. Em relação
às terapias medicamentosas, 30 pacientes (75%) faziam
uso de politerapias sendo associações de dois fármacos (40%),
três fármacos (17,5%), quatro, cinco e sete fármacos diferentes
associados, esses três últimos totalizando (17,5%) e 10
pacientes (25%) monoterapias. As interações medicamentosas
mais ocorrentes foram fluoxetina e alprazolam, clonazepam
e sertralina, citalopram e alprazolam, fluoxetina e diazepam,
associações utilizadas por 3 pacientes. Essas são interações que
de certa forma acarretam malefícios para o paciente. Dentre
as interações benéficas ao tratamento, estão a associação de
tioridazina e clonazepam, cloxazolam e risperidona, essas associadas,
atuam aumentando a concentração do outro fármaco.
Fica evidente a necessidade de prescrições medicamentosas
mais criteriosas para evitar a ocorrência dessas interações; e a
atenção farmacêutica no ato da dispensa desses medicamentos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.